Conhecimento, Gestão e Inovação

Entenda como através dos três pilares fundamentais o IEL participa do desenvolvimento da indústria brasileira há mais de 40 anos.

Desde de 1969 o Instituto Euvaldo Lodi – IEL nasceu com o foco no conhecimento e na inovação. Seja através da capacitação e aperfeiçoamento da gestão, contribuindo para a melhoria da competitividade das empresas ou por meio de programas de estágio diferenciados que promovem a interação entre o mercado de trabalho e a Universidade.

Esse compromisso contínuo em fortalecer o setor empresarial levou o IEL a ser referência nacional no suporte ao desenvolvimento da indústria e hoje o coloca no patamar de uma das mais conceituadas entidades brasileiras.

Missão

Prover soluções em conhecimento, gestão e inovação, contribuindo para a melhoria da competitividade das empresas capixabas.

Visão

Ser referência na formação de líderes, gestores e empreendedores e no desenvolvimento das organizações, atuando de forma inovadora até 2017.

Conheça Nossos Gestores

Leonardo Souza Rogério de Castro

Leonardo Souza Rogério de Castro

Presidente da Findes e Diretor Regional do IEL-ES

Paulo Lacerda

Paulo Lacerda

Superintendente do IEL-ES

Quem foi Euvaldo Lodi

Quem foi Euvaldo Lodi

Primeiro presidente da Confederação Nacional da Indústria, Euvaldo Lodi foi um industrial competente e um político hábil.

Nasceu em 9 de março de 1896 em Ouro Preto. Formou-se na tradicional Escola de Minas e Metalurgia em 1920. Fundou uma usina siderúrgica em Caeté e dirigiu várias empresas dos ramos siderúrgico, metalúrgico e têxtil. Ainda jovem, na década de 1920, tornou-se presidente do Centro Industrial de Juiz de Fora. Na década seguinte, já no Rio de Janeiro, integrou o Conselho Diretor da Federação Industrial do Rio de Janeiro. Nesse período, dedicou-se, ao lado de Horácio Lafer e Vicente Galiez, à organização de sindicatos patronais em todo o país em nome do Centro Industrial do Brasil – CIB, o embrião da Confederação Nacional da Indústria.

Participou dos trabalhos da Assembleia Nacional Constituinte, para a qual foi eleito como um dos 17 representantes dos empregadores a partir de novembro de 1933. Fundador da Confederação Nacional da Indústria, do SENAI e do SESI, na década de 1940, Lodi elegeu-se deputado federal em 1947. Ocupou a presidência da CNI até 1954, quando retornou ao congresso como deputado por Minas Gerais. Morreu em 1956, em acidente automobilístico.

Estágio

Consultorias e Soluções Empresariais

Cursos Empresariais e Executivos